chicago bound!

Não quero nem fazer as contas de quanto tempo passei sem postar por aqui. E um dos motivos do sumiço é o assunto deste post: estou me mudando para Chicago!

Em abril descobri que fui aceita nos mestrados de escrita criativa nos quais me inscrevi nos Estados Unidos, e desde então foi uma maratona de passaporte, visto, matrícula, etc, enquanto eu terminava de escrever o livro sobre a história do meu avô e resolvia pendências por aqui. Mas deu tudo certo e na próxima terça-feira embarco rumo à Windy City. No dia 27 de agosto começo o MFA Writing na School of the Art Institute of Chicago.

Então vou usar esse espaço para compartilhar as aventuras na nova vida, fotos, descobertas e receitinhas que vão surgir por lá. Espero que gostem dos novos ares!

reeeecapitulando

Estou com vergonha. Sabe quando você esquece de devolver algo que pegou emprestado de um amigo e fica com vergonha sempre que encontra com ele e se lembra disso? Esse tipo de vergonha. Cada vez que pensava “ah! posso postar isso no blog”, desde que voltei de férias, lembrava de todas as coisas da viagem que prometi escrever por aqui mas nunca o fiz… E aí simplesmente não aparecia mais por aqui. Pois, quanto mais o tempo passa pior fica, então agora é a hora de quebrar o silêncio!

Agora já faz mais de um mês que voltei da Europa, mas vi/fiz/comi tanta coisa legal por lá que vale a pena recapitular (; Como a viagem durou três semanas e passou por três lugares bem diferentes, vou dividir as coisas… começando pela Alemanha!

IMG_8718 IMG_8734 IMG_8739

Nossa primeira parada foi Nürnberg.  O mercado de Natal da cidade é um dos mais antigos da Alemanha, e tem várias decorações fofas e comidas típicas. Experimentamos as nürnberger würstchen, linguiças alemãs típicas da região, que são pequenas, fininhas e bem saborosas. Também tomamos o tradicional glühwein (o quentão alemão) e comemos crepe de chocolate kinder (coisa que eu lembrava da Winter Wonderland em Londres… nham).

Passamos a véspera de Natal por lá, o que foi ótimo com exceção do cardápio da ceia: o pato selvagem servido de prato principal foi uma das coisas mais bizarras que já experimentei na vida. Eca. Em compensação, fiz as pazes com as vieiras, que eu tinha achado meio nojentas quando as comi em outra ceia de Natal anterior, em Berlin.

IMG_8938 IMG_8940 IMG_8945

Depois seguimos para Füssen, uma cidade pequena e pitoresca cercada de montanhas nevadas. A real atração lá são os castelos de Neuschwanstein e Hohenschwangau, que ficam nas redondezas. Na primeira noite achamos um restaurante chamado Herzl am Rathaus, onde eu e meu pai dividimos o maior prato de wiener schnitzel da história (pedimos dois, eles entenderam que era só um, e graças a deus).

IMG_8963 - Version 2IMG_9026 IMG_9062

Pegamos neve no Neuschwanstein (: Só um pouquinho, mas rolou uma fotinho bucólica.

Depois ainda visitamos Munique e Stuttgart. Tudo com muita comida alemã e poucos canecos de cerveja (de um litro).

IMG_1510

De Stuttgart fomos para Budapeste (próximo post!) e na volta eu fiquei alguns dias com meu irmão na cidade onde ele está estudando, Karlsruhe. Fizemos uma pequena viagem de compras para Mannheim, ali por perto, e comemos em um restaurante turco muito bom que ele conheceu quando morou lá para estudar alemão. Além disso, cozinhamos com cogumelos, salmão (congelado, but still) e knödels (que são bolas de pão ou batata super legais que no mercado tem prontos em caixinhas).

IMG_1639

IMG_1646

Ah! E last but not least: patinei no gelo! É muuuito legal.

IMG_1655

Agora já perdi a vergonha… próxima parada é Budapeste (;

desejos gastronômicos internacionais

Em meio a esse abandono de fim de ano em que se encontra este blog, não contei sobre a minha futura viagem, né? Pois então, estou indo para a Alemanha e Hungria com a minha família para o Natal e Ano Novo. Depois meu irmão e eu vamos passar uma semana em Londres, o que eu espero que seja o suficiente para matar um pouco das saudades de lá.

E sabe como quando a gente fica fora do país dá saudade de guaraná, goiabada, churrasco (e pra muita gente, menos eu, feijão)? Bom, desde que eu voltei da Inglaterra tenho saudade de um monte de comidas de lá. E isso acontece com vários países que eu visito também. Então pretendo aproveitar muito bem esse passeio para comer muito! Aqui vai um pequeno roteiro gastronômico dos meus destinos:

1. Alemanha

IMG_9006

Uma “wurst” não identificada e bratkartoffeln desfocadas no fundo. Isso foi em Innsbruck, mas tá valendo pra Alemanha também.

IMG_7958

Pia e eu, em 2010, no Winter Wonderland de Londres… que é cheio de coisas alemãs!

Quando eu fui pra Alemanha a primeira vez, escolhi minha “wurst” preferida. Acho que era a Krakauer. Pretendo fazer essa escolha novamente. Pão com wurst e mostarda é muito bom, melhor ainda se tiver bratkartoffeln (a versão alemã das “home fries“, que pode levar bacon, cebola e salsa) de acompanhamento. E como vamos para Nürnberg* na época do Natal, o Weihnachtsmarkt (feira de Natal) pode ser uma forma de lembrar do Winter Wonderland, de Londres, que costuma trazer receitas alemãs, como o tradicional glühwein** (vinho quente, conhecido como mulled wine em inglês), muito embora eu tenha escolhido tomar o chocolate quente com Baileys. Eu também não reclamaria se tivesse crepe de chocolate kinder…

* descobri que escrevia o nome da cidade errado… é Nürnberg, sem o E, em alemão, e Nuremberg em português.

**sobre glühwein, a Lu, que mora na Alemanha, fez um post bem legal esses tempos no Dolcissima Vita.

2. Hungria

Nós vamos passar o Réveillon em Budapeste, cidade que nenhum de nós conhece. As comidas de lá, então, serão novidade! Mas eu já estou animada com a perspectiva de ter páprica em tudo (e assustada com a possibilidade de comer carne de cavalo sem querer, o que acho que pode acontecer em outros países da Europa também… nada contra, sei que é hipocrisia, mas eu jamais comeria cavalinhos). O goulash não me empolga muito, porque originalmente, na Hungria, ele é uma sopa. Mas com o post sobre Budapeste da Ana, do blog This German Life, e este vídeo com dicas de brasileiros que moram na capital húngara, me empolguei pelas comidas mais simples e de rua. Tem o Lángos, que é um pão com alho e outros recheios vendido no mercado público da cidade, e o Kürtőskalács é uma massa doce assada em cilindros e vendida na rua. Também descobri que aparentemente pasta de berinjela é uma entrada popular por lá, e eu jamais nego pasta de berinjela. Será que vai páprica?

3. Inglaterra

Tea with Mr. Darcy, no Jane Austen Centre, em Bath

Tea with Mr. Darcy, no Jane Austen Centre, em Bath

Eu com muito cabelo, em 2009

Má, companheira de chá das 5

Conhecida como o país com a pior cozinha do mundo, a Inglaterra na verdade é cheia de comidinhas que sinto saudades… O fish&chips de pub, servido com ervilhas e molho tártaro; o delicioso sticky toffee pudding de sobremesa; o high tea com scones, clotted cream e geléia de morango (acompanhados de Earl Grey, meu chá preferido); os caramel shortcakes da Thornton’s; o full english breakfast com ovos, cogumelos e bacon; e todas as comidas de todas as outras partes do mundo que você encontra por lá. E também tem as bebidas: o Pimm’s, que é usado para fazer um ponche de verão e que eu provavelmente não tomarei dessa vez, as cidras (que lá são diferentes… são consumidas como cervejas, vendidas on tap) e Guinness. Além de tudo isso, dessa vez também vou jantar em um novo restaurante do Jamie Oliver, a Trattoria Jamie’s Italian que abriu em Richmond, bairro charmosinho e mais afastado onde fica o maior parque de Londres (que era onde o rei Charles I caçava, e que continua sendo o lar de veadinhos).

Richmond...

Richmond…

... e um veado-vermelho, uma das maiores espécies do seu gênero (:

… e um veado-vermelho, uma das maiores espécies do seu gênero (:

BBQ

20130308-214832.jpg

Vista ruim, né? Faltou eu dizer que estou de férias – finalmente. Passei os últimos dias passeando pelos desertos da costa oeste norte-americana, e depois de muita estrada e fast food paramos em um resort na cidade de Hurricane, em Utah, a caminho de Las Vegas, onde temos sala, cozinha e até churrasqueira.

Desde o Brasil planejamos o jantar de hoje: churrasco. Responsabilidade do meu pai, eu só registrei:

20130308-215317.jpg

20130308-215345.jpg

20130308-215549.jpg

Rolou um frango frito do Walmart caso a carne não desse certo…

20130308-215647.jpg

… Mas tava uma delícia. Churrasco americano, sucesso total.

20130308-215928.jpg

E de sobremesa teve sorvete com a banana assada na churrasqueira (:

(amanhã tem mais)

para débora

A NET está um pesadelo. Domingo passado eu estava sem internet, sem nenhum motivo aparente, e com uma importante tarefa a cumprir: fazer um mini-guia de Montevidéu para a minha amiga Débora, que estava de saída num cruzeiro que ia passar pela capital uruguaia.

A promessa foi feita há muito tempo, mas cumprida apenas no último dia antes de ela viajar. Peguei o notebook e me mandei para o shopping (sim, o shopping. Que sem graça), onde me instalei no café da Saraiva com um bolo de cenoura e um cappuccino para completar a tarefa. Voilá:

[ esse blog não embeda o mapa, por quê?!]


Clique aqui para ver o mapa