Jamie Oliver em Richmond

Olá, pessoas! As festas de fim de ano foram movimentadas por aqui, viajando muito. Por isso ainda não apareci para dizer: feliz 2014! Na verdade ainda estou em Londres, acabei de chegar de volta ao hostel depois de um dia inteiro na rua. Mas tive que dar uma passada aqui para compartilhar minha alegria gastronômica de hoje.

Ainda no Brasil, fui pesquisar os restaurantes do Jamie Oliver em Londres para experimentar um deles. O Jamie Italian me atraía por motivos óbvios (dã, comida italiana) e eu também já tinha visto depoimentos de amigos que foram nele (vide a Lu em Dublin). Mas decidi ficar longe do movimentado Covent Garden e ir até Richmond, láá na zona 4 do metrô, para testar a recentemente aberta Trattoria da rede.

Richmond já é uma região super charmosa, perto do parque de mesmo nome (o maior royal park de Londres), e o restaurante parecia menor e mais aconchegante que os demais. O menu é reduzido em comparação ao standard do Jamie’s Italian, mas com opções suficientes para vários gostos. Tem massas, pizzas, um tipo de hamburger e opção de frango, steak e um peixe do dia – além de um prato especial do dia.

Fiz a reserva ainda no Brasil, no site, o que é bem simples e prático. Como nossa reserva era para 18h45, o restaurante ainda estava vazio quando chegamos, mas logo foi enchendo, e o nosso garçom – Paulo, que por coincidência é brasileiro, corria para atender todas suas mesas. Como ele nos contou, o restaurante abriu há seis meses e fica sempre movimentado à noite, então fazer reserva é importante. Mas aparentemente não tem muitos turistas se aventurando até Richmond para conhecer o restaurante, porque logo que descobriu que éramos brasileiros ele perguntou há quanto tempo morávamos em Londres.

20140109-214010.jpg

De antipasti, pedimos a focaccia com alecrim e uma tábua de frios que vinha com dois tipos de salame, mortadela com pistache e presunto de Parma. A focaccia vem com um azeite da Toscana, bem verde, e os embutidos acompanhavam uma conserva de berinjela com alho e azeitonas pretas que é feita no local (e que é uma delícia).

O prato principal eu já tinha escolhido de casa… O tagliatelle com trufas negras, manteiga, parmesão e noz moscada. Foi uma escolha bem feita. Eu nunca tinha comido trufas, e estava maravilhoso. Meu irmão pediu minha segunda opção – linguine com camarões, limão, chili e rúcula. O dele também estava gostoso, mas ele ignorou o chili no cardápio e se surpreendeu: é bem apimentado.

20140109-214019.jpg

As sobremesas não estão no menu. Elas estão listadas em uma plaquinha escrita a giz, o que pressupõe sua efemeridade… Na verdade as opções continuam as mesmas desde que o restaurante abriu, mas vão mudar de acordo com as estações. Por enquanto eles oferecem tiramisu, torta de chocolate, torta de frangipane com framboesas e sorvete com calda de chocolate ou frutas. Eu comi o tiramisu e meu irmão a torta de chocolate, ambos muito bons. Infelizmente, descobri que não posso mais comer uma sobremesa inteira… Me deu um sugar rush absurdo depois de terminar o copo, que achei bem grandinho.

20140109-214026.jpg

Afinal, saímos felizes e muito bem alimentados com uma conta de £50 para duas pessoas, incluindo bebidas (um aperol spritz para mim e uma cider para o meu irmão), e ainda ganhamos desconto de £10 com uma promoção de ano novo que recebi por e-mail e que vale até o fim de janeiro. Para quem não quer jantar, o lugar tem um balcão e funciona também como bar – durante os dias de semana, entre 17h e 19h, quem pede bebidas ganha aperitivos que variam a cada dia.

Veredicto: recomendo.

Para quem não conhece Londres, chegar em Richmond não é difícil – a forma mais fácil é pegar um trem marcado “Richmond” na District Line no sentindo Westbound do centro de Londres. Aqui as linhas de metrô têm ramificações, e Richmond é a última estação em uma delas. Então só precisa prestar atenção se o trem vai para lá, o que estará marcado na plataforma e na frente do trem. Nós tínhamos um passe de metrô só para as regiões 1 e 2, mas colocando 3 libras de crédito no Oyster card fomos e voltamos. Agora no inverno o tempo é mais complicado (e escurece rápido demais), mas vale a pena fazer reserva para mais cedo é passear pela região e pelo parque antes de jantar.

Anúncios

Uma opinião sobre “Jamie Oliver em Richmond

  1. Ui, fiquei com água na boca de ver suas escolhas. E parece que o local é bom mesmo, né? Não sei quando retornarei a Londres, mas esse restaurante em Richmond parece ser bem aconchegante… sem dizer que é do Jamie, né?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s