defeitinhos

unhas

Depois de passar a noite de sexta testando todos as maquiagens dos vídeos da Vanessa Rozan pra Revista tpm, hoje inventei outra coisa. Tentei fazer a unha que a Emily Schuman do Cupcakes and Cashemere faz neste vídeo. Eu sou péssima para pintar a unha, não sei nem fazer o básico bonitinho (essa lente macro, btw, mostra todos defeitos da minha cutícula, que é o maior mistério da beleza para mim). Então ficou toda meio torta. E eu tive que passar uma camada muito grossa pra cobrir a primeira linha do esmalte azul, então ele ficou cheio de bolinhas  ):

mas eu aprendi não a fazer trança embutida de olho fechado sem muuuito treino. então quando eu conseguir fazer bonitinho eu tiro uma foto sem tentativas de desfocar as mais feias.

Anúncios

ele nem é da sicília

água

Com o fim da minha água de coco (e o preço ultrajante de R$ 7 no Angeloni) fiquei sem minha bebida refrescante #1. Mas já desenvolvi a #2: água, gelo e limão siciliano. Pena que eu não tinha um raminho de hortelã… (já vi pela internet que manjericão fica bom também).

Coloquei a água com gelo em uma garrafa grande, peguei meio limão da geladeira e cortei três fatias. A pontinha que sobrou eu espremi na água. E fui uma pessoa feliz! Isso no dia de calor absurdo que está hoje (ou estava. o tempo vai fechando e um ventinho bom bate aqui na janela).

IMG_4902

Antes do limão siciliano virar moda aqui, eu tive boas experiências com ele no exterior. Uma delas foi a limonada com morango que tomei no Bubba Gump (o restaurante mais turístico do mundo, mas o camarão empanado com coco era gostoso e eu achei divertido ficar vendo todas referências ao filme do Forrest Gump). Outras foram os muffins e cupcakes de limão na Inglaterra.

Mas eu comecei a usar mesmo quando ganhei o livro “Jamie viaja”, que tem várias receitas que usam ele. Na parte da Espanha tem umas almôndegas que levam o suco do limão no molho de tomate, e fica incrível. Agora eles já vivem na minha geladeira.

. . . . .

P.s.: Reparei que ultimamente os limões sicilianos estavam muito feios no supermercado. Achei esses da foto no Imperatriz Gourmet (tinha ido lá uma semana antes e não deu pra comprar). Aí ontem no Angeloni percebi que tinha uma cesta gigante com vários limões gigantes e horríveis, e outra menor com os bonitinhos. Lembrei que ouvi falar que já se está produzindo mais dele aqui, e vem a mais lógica dedução: os feios e crescidos além do que deveria são os nacionais, os outros são importados. Não que não tenha bons produtos aqui – mas tudo que é bom acaba na exportação. Pelo menos em SC é assim.

Ponderação #1: Não sei por que aqui se tem essa mania de deixar as coisas crescerem abnormalmente – não se acha uma abobrinha ou beringela ou cenoura de tamanhos normais.

Ponderação #2: Não sei por que a gente não tem as etiquetinhas no supermercado dizendo de onde vem cada produto, como é feito na Inglaterra. Assim você sabe o que é produção local (mais fresco), o que é importado (e por isso mais caro), etc.

sobre coragem e restos

risoto funghi com ráris

IMG_4826

Algum tempo atrás eu desenvolvi uma regra: nada de risoto no verão. Tentativas passadas foram sofridas, suando na frente do fogão para mexer o arroz sem parar. Foi aí que a Carol Macário (minha coleguinha de Plural) deu uma boa dica – fazer o risoto com arroz Ráris, que dá para deixar cozinhando quietinho. Segui a receita dela do risoto de funghi, mas adicionei o vinho branco, como no risoto normal, antes de colocar a água pra cozinhar. E os tomatinhos-cereja assados, bem doces, se mostraram um ótimo acompanhamento.

Depois disso, em um dia nem-tão-quente, decidi que minha vontade de risoto era maior que o ódio por passar calor. Deu para fazer um risoto de alho poró com abobrinha sem morrer (sem tomates no forno dessa vez, é claro, ou sim, eu morreria).

Hoje os restinhos desse risoto viraram janta:

IMG_4827 IMG_4831

IMG_4837

[Pequenas coisas da vida: eu adoro quando pico cebola para uma receita e sobra. Aí eu guardo em um mini ramekin e quando vou cozinhar de novo ela está lá prontinha, como se eu estivesse em um programa de culinária na TV]